fbpx
amor próprio

amor próprio

Faça suas malas, chegou a hora de partir!

Vamos falar de amor próprio.

As vezes permanecemos muito tempo em um lugar de espera, que não tem energia.  Tentamos amar pessoas que não querem ser amadas e ficam pulando de uma relação para outra, sem nem mesmo se dar o tempo de cura, ou até mesmo convivemos com pessoas aparentemente compatíveis para não ficar sozinho(a).  Por isso digo, faça as malas e vá embora. Tenha amor próprio e não permaneça onde não te querem, onde não há energia, onde a vida parou de pulsar e você anda derramando lágrimas em silêncio.

Sinta a dor, mas siga em frente, tenha amor próprio. Descubra desenhos em nuvens, plante uma árvore, ande descaso na natureza, tome um banho de cachoeira, mas olha para sua vida, e saiba que cada pensamento, sentimento vale quando partilhado com pessoas que querem ser amadas.

As vezes nos conectamos com pessoas valiosas, mas isenta deste sentimento, porque preferem sentir e infringir a dor, imaginando que o relacionamento seguinte será o melhor, que lá está todas as esperanças.

A verdade é que todas as esperanças então dentro de nós mesmos e o amor que queremos viver, primeiro precisamos sentir dentro de nós. Não está fora, e sim dentro.

Oferecemos o que carregamos e se estamos carregando dor, nada há para oferecer além de dor.

A não ser que seja ilusionista ou um mágico bem treinado, mas qual a vantagem de vingar?

Minha aposta é na estrada, no caminho, no espaço de cura do tempo e depois a abertura a novas experiências, e torça que dá proxima vez esteja atenta a cada detalhe desta caminhada, pois existe um ditado que gosto muito.

‘”Os dispostos se atraem” 

Mas observe que tipo de ligação está promovendo em sua vida! Do Ego ou de Alma.

Se for de alma, passe o que passe não haverá obstáculos que impeça de estarem juntos., mas se for do ego, lembre-se vá para a estrada ….

Quando colocamos nossas necessidades em primeiro lugar, todo o restante se organiza, e quando não se organiza naturalmente, temos paciência, bom humor e melhores condições de achar soluções, porque estamos nutridos do que realmente importa: Presença.

Mas o que realmente importa?

Pra mim acredito que:

– Um boa noite de sono.

– Nutrição adequada ao biotipo de cada um, sem fórmulas prontas.

– Momentos de silêncio e isolamento pessoal, mesmo que seja acordar mais cedo que todos e ficar sozinha.

– Natureza através de todas as suas formas, desde o sol, à comida, ao passeio no mato, ao mergulho no rio/cachoeira/mar…

– Organização diária: colocando as primeiras coisas do trabalho que forem mais urgentes, pro início do dia, e assim a sensação de bem estar aumenta e ganha-se mais energia pro decorrer do dia.

– Alguma atividade física, mesmo que seja uma caminhada…

– Estar perto de quem eu amo, mesmo que de forma on-line.

– Colocar meus limites, pra que eu possa dar somente aquilo que tenho.

 

E assim tenho me reinventando após o término de um relacionamento.

Tudo isso pra mim é importante, mas nem tudo consigo fazer todos os dias, principalmente os exercícios, mas por estar muito alinhada nas outras coisas, me firmo e caminho melhor, chegando aos finais dos meus dias com aquela sensação boa de missão cumprida.

 

E você̂? o que você̂ precisa no seu dia pra construir uma vida saudável e conectada?

 

Uma dica? Vá introduzindo cada coisa de um lugar leve, de consciência e se acostumando com cada novo hábito. Assim a cobrança diminui e você̂ vai se empolgando porque sente o resultado da sua consistência.

 

E não esqueça de se dar um longo abraço antes de dormir. Afinal você ainda e sua melhor companhia. ❤️

Por: Sutanashi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *